As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dilma amplia vantagem sobre Marina e venceria no segundo turno, aponta pesquisa

Levantamento divulgado na tarde desta segunda mostra presidente com 40% das intenções de voto contra 25% da ex-ministra no primeiro turno,

Redação

29 de setembro de 2014 | 16h57

Por Ricardo Brito e Ricardo Della Coletta

Brasília – Pesquisa MDA encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT) e divulgada na tarde desta segunda-feira, 29, mostra que a presidente Dilma Rousseff ampliou a vantagem que tinha em relação a Marina Silva no primeiro turno da corrida ao Palácio do Planalto. Dilma subiu de 36% para 40% das intenções de voto. Marina oscilou de 27% a 25%, no limite da margem de erro na comparação para a sondagem divulgada no dia 23 de setembro. O candidato do PSDB, Aécio Neves, oscilou de 18% para 20%, também no limite da margem de erro (2 pontos porcentuais).

No principal cenário de disputa para segundo turno, Dilma venceria Marina por nove pontos de vantagem. A petista tem 48% contra 39% da candidata do PSB. No levantamento anterior, Dilma tinha 42% e Marina, 41%, em situação de empate técnico.

Na disputa entre Dilma e Aécio, a presidente também ampliou a diferença e se reelegeria com 49% contra 37% do tucano. A petista tinha 46% contra 37% do tucano. O resultados foram arredondados pelo Estado arredondou o resultados, pois as casas decimais utilizadas no levantamento sugerem uma precisão que nenhuma pesquisa de intenção de voto tem.

Segundo a CNT, foram entrevistados 2.002 pessoas, em 137 municípios de 25 unidades federativas das cinco regiões do País, nos dias 27 e 28 de setembro. A margem da pesquisa de erro é de 2,2 pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-00992/2014.

Tudo o que sabemos sobre:

Eleições

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.