As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dias tem lotado em gabinete funcionário que dá expediente no PR do Paraná, diz jornal

Bruno Siffredi

29 de junho de 2010 | 10h20

Um funcionário do escritório de apoio do senador Álvaro Dias (PSDB-PR) no Paraná dá expediente no Partido da República (PR) do Estado. Segundo uma reportagem publicada nesta terça-feira, 29, pelo jornal Correio Braziliense, o servidor Adilson Bernert, que consta como motorista do senador, não trabalha as 40 horas semanais determinadas pela diretoria-geral do Senado.

A reportagem afirma que Bernert foi encontrado na sede do PR no Estado, enquanto no escritório de apoio de Dias a atendente informou que o funcionário não é motorista, mas um “assessor normal” e que vai “às vezes” ao local e poderia ser localizado pelo celular.

Em declarações ao jornal, o senador confirmou que o assessor não trabalha no gabinete. “Ele é nomeado como motorista e cumpre a função de motorista. É contador, também, cumpre horário e depois realiza seus trabalhos. Eu estou em Brasília, então ele não tem função. Ele tem essa liberdade de trabalhar. Ele se apresenta (no escritório de apoio) e, não tendo trabalho no momento, é liberado”, explicou Álvaro Dias.

Adilson Bernert foi tesoureiro da campanha de Álvaro Dias na disputa pelo governo do Paraná em 2002, trabalhou para o tucano em 2006 e agora cuida das finanças do PR no estado, segundo informações do jornal. Entrevistado pelo Correio Braziliense, Bernert afirmou ser um contador autônomo que acumula as funções de motorista e responsável pela contabilidade do PR, sem prejuízo de nenhuma das funções. “Sou motorista dele (Álvaro Dias) e contador autônomo. Trabalho para o senador Álvaro Dias. O profissional não pode se ater a vínculos partidários. Sou motorista mesmo e contador. Hoje em dia a gente tem que ser polivalente”, disse.

Leia aqui a íntegra da notícia

Tudo o que sabemos sobre:

Álvaro DiasJosé SerraParanáPRPSDB

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.