As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diário Oficial publica exonerações de Erenice do conselho do BNDES e de diretor da ECT

Camila Tuchlinski

22 de setembro de 2010 | 10h24

Rosana de Cassia

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior exonerou Erenice Guerra “a pedido” da função de membro do Conselho de Administração do BNDES. O decreto foi publicado hoje no Diário Oficial da União. Erenice se desligou, também, do Conselho de Administração da Eletrobrás. O anúncio foi feito ontem, pela estatal. Erenice acumulava as funções com o cargo de ministra-chefe da Casa Civil. Mas também deixou o comando da Casa depois das denúncias de nepotismo e envolvimento em um suposto esquema de tráfico de influência no governo federal com a participação do filho, Israel Guerra.

O Diário Oficial também publicou a exoneração de Eduardo Artur Rodrigues Silva, do cargo de diretor da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). Silva tinha fortes ligações com a empresa Master Top Linhas Aéreas (MTA), pivô da crise que derrubou a ex-ministra Erenice Guerra, por suspeita de envolvimento no esquema de tráfico de influência. Segundo denúncias, Silva estaria atuando para transformar a MTA na empresa de carga aérea oficial dos Correios.

Tudo o que sabemos sobre:

Casa CivilECTErenice GuerraMTA

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.