As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

DF – “Há um sentimento de esperança na cidade”, diz Agnelo após votar

Bruno Siffredi

31 de outubro de 2010 | 12h40

Agnelo480_DIDASAMPAIOAE.jpg

Rafael Moraes Moura, de Brasília

Rodeado de aliados e militantes, o candidato do PT ao governo do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, votou neste domingo, 31, às 11h, em uma escola da Asa Sul, no Plano Piloto, região central de Brasília. Segundo a última pesquisa Datafolha, o ex-ministro do Esporte lidera a corrida ao Palácio do Buriti, com 64% dos votos válidos, contra 36% de sua adversária, Weslian Roriz (PSC).

Agnelo chegou à zona eleitoral acompanhado do senador eleito Rodrigo Rollemberg (PSB), de mulher, mãe e dois filhos. Foi aplaudido e cumprimentou eleitores. “Fizemos uma campanha alegre, propositiva, limpa. Agora é esperar a manifestação soberana do eleitor e esperar o resultado”, afirmou à imprensa, após deixar a sala de votação.

O candidato disse que, no começo da campanha, havia um sentimento de “descrédito” entre os brasilienses. “Hoje há um sentimento de esperança na cidade”, comentou. Agnelo falou em trazer “a paz para cidade”, unir o povo, seguir o “caminho de desenvolvimento” e retomar “a autoestima” da população.

Agnelo também criticou os métodos utilizados pela campanha de Weslian, que considerou “antidemocráticos” e “absurdos”. O programa do PSC exibiu na reta final de campanha depoimentos de pessoas acusando o candidato de envolvimento em irregularidades durante a época em que comandava o Ministério do Esporte. Ele nega as acusações. “Vai ser a última vez que esse tipo de método ocorrerá na eleição do DF”, disse.

No primeiro turno, o petista obteve 48,41% dos votos válidos, contra 31,5% de Weslian. A mulher de Joaquim Roriz foi catapultada à disputa após o impasse no Supremo Tribunal Federal (STF) quanto à vigência da Lei da Ficha Limpa.

A abstenção por causa do feriado prolongado é um dos principais temores da campanha do ex-ministro do Esporte. Durante o programa eleitoral, o petista pediu reiteradas vezes que os brasilienses só viajassem após votarem. “Houve mobilização grande da nossa população para exercer esse direito que é tão importante”, afirmou.

No primeiro turno, a abstenção no Distrito Federal foi de 15,44%, número abaixo da média nacional (18,12%). O eleitorado do DF é formado por cerca de 1,83 milhão de pessoas.

Tudo o que sabemos sobre:

Agnelo Queirozeleições 2010

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: