As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Deputados se unem a senadores e também pressionam pelo fim do voto secreto

Bruno Lupion

07 de junho de 2012 | 16h55

estadão.com.br

A decisão do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), de colocar na pauta de votação da próxima quarta-feira, 13, duas Propostas de Emendas Constitucionais (PECs) que terminam com o voto secreto no Congresso, motivou os deputados da Frente Parlamentar em Defesa do Voto Aberto a pedirem o mesmo comportamento do presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS).

Segundo reportagem do jornal O Globo, os deputados querem concluir a votação de uma PEC que acaba com essa modalidade de voto, já aprovada em primeiro turno em setembro de 2006, quando eclodiu o escândalo do mensalão. Para os deputados, seria mais rápido aprovar em segundo turno essa PEC e enviá-la ao Senado do que aguardar o Senado aprovar as duas PEC colocadas em votação por Sarney para em seguida apreciá-las na Câmara.

Maia, porém, estaria ‘relutando’, segundo disse o deputado Chico Alencar (PSOL-RJ) ao Globo. “Ele alega que é melhor refazer o texto para preservar o voto secreto para algumas situações, como apreciação de veto presidencial e eleição para a Mesa Diretora (da Câmara e do Senado)”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

voto secreto

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.