Deputado é pego dirigindo embriagado em Brasília
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Deputado é pego dirigindo embriagado em Brasília

Redação

31 de janeiro de 2012 | 14h45

João Domingos, de O Estado de S.Paulo


Pego por uma blitz de trânsito na madrugada desta terça-feira, 31, em Brasília, o deputado Gladson Cameli (PP-AC) apresentava 1,14 miligrama de álcool por litro de sangue, segundo o teste do bafômetro. Cameli, de 34 anos, foi encaminhado a uma delegacia. Após prestar depoimento, um motorista levou-o para casa, de madrugada. O Estado tentou falar com o deputado por duas vezes, mas ele se negou a responder qualquer pergunta.

A taxa de álcool acima de 0,33 miligrama é crime – o teor corresponde a dois copos de cerveja ou a uma taça de vinho, em média, mas pode variar de pessoa a pessoa. De acordo com a lei, motorista que apresentar mais do que 0,33 miligrama de álcool deve responder criminalmente por embriaguez. As penas previstas pela lei nestes casos: multa de R$ 957,70, prisão, com direito a fiança, e suspensão da carteira de habilitação.

Mais conteúdo sobre:

Lei Seca