As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Procuradoria pede abertura de inquérito contra Jaqueline Roriz no STF

Lilian Venturini

10 de março de 2011 | 17h06

Mariângela Gallucci, de O Estado de S. Paulo

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, encaminhou há pouco ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedido de abertura de inquérito para investigar a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF). O relator do inquérito será o ministro Joaquim Barbosa, também responsável pela investigação do mensalão. O caso foi encaminhado ao Supremo porque Jaqueline, na condição de deputada federal, tem direito a foro privilegiado.

Veja também:
link
OAB-DF pede cassação de Jaqueline Roriz
linkJaqueline Roriz é excluída de comissão da Reforma Política
linkManobra do Conselho de Ética da época do mensalão do PT ajuda deputada
video Arruda recebe R$ 50 mil de Durval Barbosa
video Presidente da Câmara guarda dinheiro na meia
video Deputados oram, ‘sabemos que somos falhos’
video Deputada com propina: ‘Governador perdeu as estribeiras?’

O inquérito envolvendo Jaqueline Roriz já está presente no site do STF, informando que serão investigados “crimes praticados por funcionários públicos contra a administração em geral/peculato”. A autuação foi registrada nesta quinta-feira, 10, e há 12 folhas de documentação.

Jaqueline Roriz, filha do ex-governador do DF Joaquim Roriz, flagrada em gravação de vídeo recebendo dinheiro do esquema de corrupção do governo do Distrito Federal. As imagens foram obtidas e divulgadas em primeira mão pelo portal Estadão.com.br, na última sexta-feira, 4. O vídeo mostra Jaqueline e o marido, Manoel Neto, recebendo um maço de dinheiro das mãos de Durval Barbosa, ex-secretário de Relações Institucionais do governo do DF e delator do esquema de corrupção na capital federal.

Tudo o que sabemos sobre:

Jaqueline Roriz; STF; mensalão do DEM;

Tendências: