As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Confirmada saída de advogada que havia sido nomeada para equipe de transição de Dilma

Bruno Siffredi

12 de novembro de 2010 | 08h29

Sandra Manfrini, de Brasília

O Diário Oficial da União desta sexta-feira, 12, confirma a exoneração da advogada Christiane Araújo de Oliveira do cargo especial de transição governamental. Christiane estava entre os nomes já escalados para a equipe de transição do governo Dilma Rousseff, mas depois de uma reportagem do jornal Folha de S.Paulo, que revelou que ela é ré em duas ações de improbidade em tramitação na Justiça Federal em Alagoas, por suposto envolvimento com a máfia dos sanguessugas, ela pediu exoneração do cargo ontem. A exoneração foi confirmada em portaria da Casa Civil, publicada nesta sexta-feira.

A publicação traz ainda portaria que nomeia Pamela Nunes para também integrar a equipe de transição. Até agora, já considerada a saída de Christiane do grupo, 25 pessoas estão nomeadas para a equipe de transição de um total de 50 que podem ser contratadas.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.