Comissões permanentes da Câmara elegem presidentes
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Comissões permanentes da Câmara elegem presidentes

Lilian Venturini

02 de março de 2011 | 20h23

Lilian Venturini, de O Estado de S. Paulo

Os comandos de 18 das 20 comissões permanentes da Câmara foram definidos nesta terça-feira, 2. O que era para ser somente burocrático acabou chamando atenção por dar destaque a nomes de deputados envolvidos em escândalos políticos. Entre eles, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP), réu no processo em andamento sobre o mensalão, eleito para presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Na terça-feira, 1º, a Câmara instalou uma comissão especial para discutir a reforma política e entre os 40 titulares estão Paulo Maluf (PP-SP) e Valdemar Costa Neto (PR-SP), ambos os réus em processos na Justiça.

Ainda nas comissões permanentes, o deputado Tiririca (PR-SP) assumiu a função de titular da Educação e Cultura. “Eu tenho muita história, muita coisa para ajudar”, disse. A eleição da presidência da comissão, porém, foi adiada devido a impasses entre PT e PMDB.

A Comissão de Legislação Participativa também adiou a eleição por falta de quórum. Os demais presidentes assumiram nesta terça e expuseram os principais temas a serem discutidos. A deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS), no comando da COmissão de Direitos Humanos, destacou como prioridades a discussão sobre a união civil entre pessoas do mesmo sexo e a democratização dos meios de comunicação.

Abaixo, veja quem são os presidentes eleitos até agora. Neste link, saiba mais sobre o que cada comissão faz.

Tendências: