As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Na TV, Mercadante mostra Lula e Alckmin esconde Serra

luisbovo

18 de agosto de 2010 | 12h46

Jair Stangler

Os candidatos ao governo de São Paulo abriram nesta quarta-feira, 18, o horário eleitoral na TV. Enquanto Mercadante procurou trazer Lula para seu programa, Alckmin escondeu Serra. Marina Silva apareceu no programa de Fábio Feldmann (PV).

Em seu primeiro programa, o candidato do PSDB ao governo de São Paulo escondeu o candidato tucano à Presidência, José Serra. O nome do presidenciável só foi citado 3 vezes: uma vez na boca do próprio Alckmin, outra no testemunho de um personagem e ainda uma vez na voz do narrador. Por outro lado, Alckmin citou Mário Covas três vezes. Alckmin também não mencionou que participou do secretariado de Serra no governo de São Paulo.

Do lado petista, Mercadante apresentou um programa arrastado, mas destacou bem o nome do governo Lula, citando várias vezes em sua sala, e e pegou carona em suas realizações, como os 13 milhões de empregos criados durante os últimos oito anos. Ao final, o próprio Lula apareceu no programa e pediu que o eleitor depositasse no petista a mesma confiança que tem no presidente.

A propaganda eleitoral vai ao ar das 13h às 13h50 e das 20h30 às 21h20, de segunda a sábado.

Veja como foi o programa:

13h – Paulo Bufalo, PSOL: “Você tem opção, você tem o PSOL.”

13h01 – Igor Grabois (PCB): O candidato à Presidência da legenda, Ivan Pinheiro, é quem fala. O candidato ao governo não abre a boca.

13h02 – Anaí Caprioni (PCO): ‘Transformaram a eleição numa farsa restrita ao horário eleitoral’

13h03 – Celso Russomanno (PP): ‘Vou ser o governador das ruas, não do gabinete’

13h04 – Geraldo Alckmin (PSDB): Após imagens de São Paulo, Alckmin aparece: “governar é servir as pessoas”

13h06 – Programa apresenta biografia de Alckmin, desde a prefeitura em Pindamonhangaba até o governo de São Paulo. Cena de Alckmin motivando a polícia durante ataques do PCC em 2006: “Nós estamos vencendo essa luta”. Omitiu candidatura à Presidência e secretariado de Serra. Programa apresenta o programa ‘Bom Prato’.

13h08 – Alckmin fala o nome de Serra pela primeira vez. Cita realizações do governo Serra: Metrô, AMEs, estradas. Jingle no final: ‘Geraldo tá voltando, seja bem-vindo’

13h11 – Paulo Skaf (PSB) inicia o programa se apresentando: ‘Sou Paulo Skaf, tenho 55 anos, 5 filhos e uma netinha’. Mais alguns dados de sua biografia e o endereço de seu site.

13h13 – Fabio Feldmann (PV): ‘São Paulo precisa avançar, mas no rumo certo, precisa saber preservar.’ Edição estilo MTV. Ao final, Marina apareceu para pedir votos para o seu candidato.

13h14 – Aloizio Mercadante (PT): Em estilo de entrevista. “São Paulo não tem liderado, tem ido a reboque do País. Falta habilidade, falta coragem para fazer o que precisa ser feito”.

13h15 – Mercadante diz que precisa acabar com o abuso dos pedágios. Cita o governo Lula, ao falar da retomada das ferrovias e do trem-bala. Citou os 13 milhões de empregos criados pelo governo Lula.

13h16 – “Vou acabar com a progressão automática”

13h17 – Mercadante  traz Lula no melhor momento de seu programa: “Gostaria muito que vocês depositassem no companheiro Mercadante a mesma confiança que depositam em mim”.

selinho_twitter2

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: