Candidato do PSDB em Santa Catarina grava vídeo com Campos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Candidato do PSDB em Santa Catarina grava vídeo com Campos

Paulo Bauer, aliado do candidato tucano à Presidência, Aécio Neves, afirma ainda que vai participar do lançamento no Estado da candidatura do PSB

Redação

29 de julho de 2014 | 17h18

Isadora Peron e Pedro Venceslau

Aliado do presidenciável Aécio Neves, o candidato do PSDB ao governo de Santa Catarina, Paulo Bauer, gravou um vídeo ao lado de Eduardo Campos e confirmou que vai participar do lançamento estadual da campanha do adversário de Aécio nesta quarta-feira, 30, em Itajaí.

Na gravação de cerca de um minuto, Campos aparece ao lado de Bauer e do candidato a senador Paulo Bornhausen (PSB), e diz que os três estarão “juntos”para “mudar o Brasil de verdade”. No Estado, PSDB e PSB dividem a mesma chapa majoritária.

“Nós sabemos que o povo brasileiro vai votar na mudança. E para a mudança no Brasil é muito importante a vitória desses dois companheiros. Por isso, vamos juntos, fazer uma campanha assumindo compromissos e sobretudo levando a Santa Catarina a mensagem de quem vai mudar o Brasil de verdade”, diz Campos.

Foto: Reprodução

O vídeo, postado no Facebook do candidato do PSB, foi gravado na semana passada, em São Paulo. Apesar de ser do PSDB, Bauer abriu o palanque para Campos e costuma afirmar que construiu uma frente “100% de oposição ao governo federal” em Santa Catarina, ao reunir os dois principais adversários da presidente Dilma Rousseff (PT).

No dia 17, Aécio desembarcou em Florianópolis para participar do lançamento oficial da candidatura de Bauer ao governo do Estado. Ao chegar ao local, parte do material de campanha do candidato local distribuído aos presentes não mencionava o concorrente ao Planalto. Correligionários de Bauer tiveram de providenciar um banner com as fotos dos dois tucanos para ser usado como cenário da entrevista coletiva com os candidatos.

Tudo o que sabemos sobre:

Aécio NevesEduardo CamposEleições

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.