Candidato derrotado do PT em Campinas é cotado para governo de Haddad
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Candidato derrotado do PT em Campinas é cotado para governo de Haddad

Lilian Venturini

29 de outubro de 2012 | 10h54

O Estado de S.Paulo

Entre os nomes que circulam para compor o secretariado de Fernando Haddad (PT), eleito neste domingo, 28, o novo prefeito de São Paulo, está o de Márcio Pochmann, candidato derrotado mas eleições municipais pela Prefeitura de Campinas. Segundo a coluna de Sonia Racy, este teria sido o pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em compensação pela sua derrota.

Márcio Pochmann era presidente do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea) e disputou as eleições sob indicação de Lula. O petista, no entanto, foi derrotado pelo candidato Jonas Donizette (PSB), eleito com 57,69% dos votos, contra 42,31%.

Para o PT, mesmo que Pochmann perdesse, a campanha já era considerada vitoriosa. Dentro da estrutura partidária, o candidato derrotado e Haddad formam o grupo de intelectuais, chamados dentro do PT de quadros técnicos. Eles também não têm ligação forte com nenhuma das correntes, nem nunca fizeram parte da máquina burocrática do partido.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.