As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Câmara rejeita emenda que elevaria mínimo para R$ 600

Ricardo Chapola

16 de fevereiro de 2011 | 22h53

 Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

A Câmara rejeitou a emenda do PSDB que elevava o salário mínimo para R$ 600 este ano. Foram 376 votos contra a emenda, 106 a favor e 7 abstenções.

Veja aqui a lista detalhada da votação da emenda.

PSDB e DEM, que formam o principal bloco de oposição ao governo Dilma Rousseff, somam 98 deputados.

Agora os parlamentares vão analisar a emenda do DEM que fixa o valor de R$ 560. Se esta emenda for derrotada, o valor de R$ 545 está consolidado porque ele consta no projeto de lei, que já foi aprovado.

Além de fixar o valor do mínimo para 2011, o projeto estabelece uma política de reajustes até 2015. Pela política, o mínimo será reajustado todos os anos com base na inflação do ano anterior e o crescimento da economia dois anos antes.

O projeto afirma que os reajustes dos próximos anos podem ser feitos por um decreto presidencial, mas o PPS apresentou um destaque para retirar essa permissão do texto. Este destaque também poderá ter votação nominal, se houver concordância do plenário.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.