As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Câmara aprova política para o mínimo, mas ainda vai definir o valor

Ricardo Chapola

16 de fevereiro de 2011 | 22h01

Eduardo Bresciani, do estadão.com.br

O plenário da Câmara aprovou em votação simbólica o projeto que cria uma política para o reajuste do salário mínimo e fixa o valor deste ano. Resta ainda a votação de destaques, onde será definido o valor do salário mínimo.

O primeiro destaque a ser votado de forma nominal será o do PSDB, que eleva para R$ 600 o mínimo em 2011. O segundo destaque a ser apreciado desta forma é o do DEM, que fixa o valor em R$ 560. Se conseguir derrotar estas duas emendas, o governo terá conseguido aprovar o valor de R$ 545.

Além de fixar o valor do mínimo para 2011, o projeto estabelece uma política de reajustes até 2015. Pela política, o mínimo será reajustado todos os anos com base na inflação do ano anterior e o crescimento da economia dois anos antes. O projeto afirma que os reajustes dos próximos anos podem ser feito por um decreto presidencial, mas o PPS apresento

Tudo o que sabemos sobre:

Câmara dos DeputadospolíticaSenadovalor

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.