As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Caixa responsabiliza Palocci pela violação de sigilo de caseiro, diz jornal

Jennifer Gonzales

25 de maio de 2011 | 11h46

A Caixa Econômica Federal informou à Justiça Federal que o gabinete do então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, foi o responsável pela quebra do sigilo bancário Francenildo dos Santos Costa, de acordo com reportagem do jornal Folha de S.Paulo.

É a primeira vez que o banco responsabiliza o atual ministro da Casa Civil.Em setembro de 2010, o banco foi condenado a indenizar o caseiro em R$ 500 mil. Ao recorrer, a estatal afirmou, com base em inquérito da Polícia Federal, que cabia a Palocci resguardar o sigilo dos dados que lhe foram entregues pelo presidente da Caixa, Jorge Mattoso.

No texto do recurso, a Caixa aponta Palocci como ‘mentor intelectual e arquiteto do plano, sobre o qual a Caixa não possui qualquer poder de mando. Ao contrário: é o ministro que possui poderes sobre a Caixa”.

Afirma ainda a estatal que, de posse das informações, o ministério deveria “apenas ter levado a cabo as investigações recomendáveis para o caso, não permitindo que seu assessor procurasse a imprensa.” Palocci, por meio de sua assessoria, afirmou desconhecer o assunto. O ex-assessor de Palocci, Marcelo Netto, não se manifestou.

A quebra do sigilo e a divulgação dos dados bancários de Francenildo, que havia feito denúncias contra Palocci, levaram à queda do cargo de ministro da Fazenda em 2006.