Bruno Covas diz que ‘transparência’ pode inibir venda de emendas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bruno Covas diz que ‘transparência’ pode inibir venda de emendas

Redação

13 de outubro de 2011 | 20h00


Chico Siqueira, Especial para O Estado

O secretário do Meio Ambiente de São Paulo, Bruno Covas, afirmou que a metodologia de divulgação, que revela para onde os recursos das emendas parlamentares são implantados, deveria ser mais transparente para evitar denúncias como a da venda de emendas. De acordo com sua argumentação, isso inibiria esse tipo de oferta.

Covas, que voltou a desmitir a entrevista dada ao Estado (na qual revelava ter sido sondado por um prefeito do interior com uma oferta de propina), disse ter sido uma confusão a divulgação de que teria obtido R$ 8 milhões em emendas para ajudar os municípios paulistas como deputado.

Leia a entrevista completa na edição desta sexta-feira, 14,  de “O Estado de S.Paulo”.

Tudo o que sabemos sobre:

Bruno Covasemendas parlamentares

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.