As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

BR – Votação em urnas biométricas no Rio será mais rápida no 2º turno, diz TRE

Bruno Siffredi

31 de outubro de 2010 | 09h09

Fonte: Agência Brasil

A votação nas urnas biométricas das 68 seções eleitorais de Armação dos Búzios, na Região dos Lagos, não terá neste domingo, 31, o atraso registrado no primeiro turno das eleições. A expectativa é do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Rio de Janeiro. No dia 3 de outubro, dificuldades na utilização do novo modelo de urnas atrasaram em quase três horas o término da votação no estado.

As urnas biométricas, que reconhecem o eleitor por meio da leitura das impressões digitais, foram testadas, no primeiro turno, em vários municípios brasileiros, entre eles Búzios. Mas, segundo o corregedor regional Eleitoral fluminense, juiz Luiz de Mello Serra, no primeiro turno os mesários tiveram dificuldades no uso do equipamento de leitura das digitais.

Segundo o juiz, os mesários receberam pouco treinamento. “Os mesários aprenderam a forma correta de ler a digital na prática, [no dia da eleição]. Uma grande dificuldade que percebemos é que alguns insistiam em colocar o dedo espalmado no leitor e não rolado. Ao rolar o dedo, a máquina tem mais tempo de ler a digital. Com o dedo espalmado, como se fosse apertando esse dedo, a leitura é mais difícil”, disse.

O corregedor esclareceu também que os mesários, em Búzios, tentavam ler apenas o polegar e, quando isso não dava certo, não faziam a tentativa com os demais dedos que também estão registrados no banco de dados da máquina. Esses problemas, somados à grande fila que se formou no final da votação e a complexidade da eleição, que envolvia a escolha de seis candidatos por eleitor, fizeram com que Búzios atrasasse o término da eleição no Rio.

Como os mesários já viveram a experiência do primeiro turno, e como a votação do segundo turno é mais simples, por causa do número menor de candidatos, o corregedor acredita que a votação nas urnas biométricas será muito mais rápida. “Os mesários terão mais facilidade na identificação das digitais, porque já passaram por isso no primeiro turno”, disse.

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2010Riournas bimétricas

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.