As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Presidente do TRE-SP espera ter de 50% a 60% das urnas apuradas às 19h

TANIA MARIA BARBOSA MARTIN

31 de outubro de 2010 | 18h02

José Orenstein

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Walter de Almeida Guilherme, disse esperar que de 50% a 60% das urnas já estejam apuradas no momento em que começar a divulgação dos resultados, às 19h deste domingo.

As eleições para o segundo turno no Estado de São Paulo já foram encerradas, e “transcorreram na mais absoluta ordem”, segundo Guilherme. Foram registradas dez ocorrências – a mais grave, em Osasco, resultou na prisão de um mesário, que chegou atrasado e, ao saber que havia sido substituído, “causou desordem”. O desembargador informou ainda que foram susbtituídas 230 urnas, sendo que em uma seção passou-se à votação manual. No primeiro turno haviam sido substituídas 265 urnas, de um total de 81.806 em todo o Estado.

Walter Guilherme comentou também sobre a Lei da Ficha Limpa, que considerou “um grande avanço” nestas eleições. O desembargador lembrou que o TRE-SP, na análise do registro de candidaturas, já a havia levado em conta e a considerado constitucional e passível de aplicação já neste ano. “A lei aliás já começou a surtir efeito antes mesmo da sua aplicação”, disse.

Questionado sobre o caso do Tiririca, deputado federal eleito com mais votos no País e que tem sido alvo de questionamento judicial sobre a sua declaração de alfabetização, Walter Guilherme lembrou que ao TRE-SP o candidato pareceu cumprir todos os requisitos de elegebilidade. Se ficar provado, no entanto, que Tiririca falsificou a declaração de alfabetização, o TRE-SP esperaria uma provocação do Procuradoria Geral da República para então analisar a questão.

Membro de comissão que estuda mudanças no código eleitoral, o desembargador criticou a legislação atual, que considera “defasada”. “É preciso que modifiquemos a legislação eleitoral para que tenhamos certeza de que vai assumir quem foi eleito”, afirmou. A comissão se reúne em São Paulo no próximo 8 de novembro para discutir mudanças no código.

Tudo o que sabemos sobre:

TRE-SPurnasWalter Guilherme

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.