As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

BR – ‘O resultado nós só vamos ver no final’, diz Goldman sobre disputa presidencial

Bruno Siffredi

31 de outubro de 2010 | 10h49

Renato Machado e Rodrigo Petry, de São Paulo

O governador Alberto Goldman (PSDB) adotou um tom de cautela ao comentar os possíveis resultados das eleições desse domingo, 31. Goldman evitou comentar as últimas pesquisas que mostraram vantagem de Dilma Roussef (PT)na corrida presidencial – o que contrariou levantamentos de seu partido que indicavam empate técnico. “O resultado nós só vamos ver no final. É esperar pelo resultado”, disso o governador após votar por volta das 9h30 na Emei Monteiro Lobato em Higienópolis, Centro da Capital.

O governador reconheceu que os recentes episódios envolvendo o metrô e as acusações conta os ex-diretor de engenharia da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), Paulo Vieira de Souza, ou Paulo Preto, podem ter impacto na eleição. “Tudo que se mostra na TV, verdade ou mentira, certo ou errado, tem para o eleitor algum tipo de impacto”, disse. Goldman iria depois acompanhar a votação do governador eleito Geraldo Alckmin (PSDB) e do presidenciável José Serra.

Goldman criticou a atuação do presidente Lula no processo. “A atuação dele ultrapassou qualquer outro presidente que se conheça. Não só no Brasil quanto em qualquer lugar no mundo”

Segundos após o governador deixar o local, quem chegou para votar foi o atacante Ronaldo do Corinthians. Várias pessoas o aguardavam para tirar fotos e pedir autógrafos. Ronaldo evitou comentar as eleições. Questionado pelo Estado se acreditava que seu candidato sairia vencedor, Ronaldo desconversou. “Não sei. Vamos ver aí. Não vou dar dica nenhuma sobre quem é o meu candidato”.

Tudo o que sabemos sobre:

Alberto Goldmaneleições 2010

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.