As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

BR – Contrariado, Ciro vota em trânsito em Fortaleza

Bruno Siffredi

31 de outubro de 2010 | 15h53

Carmen Pompeu, de Fortaleza

O deputado federal Ciro Gomes (PSB-SP) votou em trânsito, pela manhã na Escola de Saúde Pública, bairro Meireles, em Fortaleza. Ciro disse que pretende amanhã mesmo transferir o domicílio eleitoral dele de volta para o Ceará. Ele havia mudado o título de eleitor para São Paulo a pedido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Enquanto aguardava na fila, ele aproveitou para elogiar a candidata do PT à Presidência da República, enaltecendo o talento dela para administrar. Ciro, no entanto voltou a dizer que ela é “inexperiente” na política. De acordo com ele, se eleita, Dilma terá como maior desafio conciliar uma base de sustentação heterogênea.

“A Dilma tem um talento muito grande como administradora. Isso eu já vi de perto. Ela é muito boa administradora. Tem intimidade com as coisas todas. Sabe produzir resultados e isso é uma coisa que a administração pública brasileira se ressente muito. Entretanto a ela falta experiência, a vivência política, o que me deixa sempre com algumas preocupações. E a heterogeneidade da sua base de sustentação é disparado o mais grave desafio”, declarou.

Para resolver essa questão, Ciro disse que Dilma precisa colocar acima dessa heterogeneidade, que, segundo ele é inerente aparente a vida brasileira atual, uma hegemonia moral e intelectual claras. Ele afirmou que foi convidado por Dilma para acompanhar a apuração no comitê central da presidenciável petista, em Brasília. Mas não vai. Alegou que está “com preguiça”. “Vou ficar por aqui mesmo”, emendou.

Sobre a possibilidade de assumir algum ministério em um eventual governo de Dilma, ele preferiu a cautela: “Vamos ver primeiro se ela ganha, né. Essa é uma pergunta irrespondível, porque se eu digo a você que sim estou correndo o risco de me oferecer para uma coisa do que fui convidado. Se digo que não estou correndo o risco de ser soberbo diante de uma convite que não recebi. Então fica sem resposta”.

Ciro classificou de “fofoca” a notícia de que ele assumiria alguma estatal e pôs culpa no presidente Lula. “Quem andou espalhando essa fofoca foi o próprio Lula. O bicho tem jeito não. Mas foi uma forma de brincar comigo. De me agradar, porque toda vida no meio da crise do tal chamado mensalão, a gente tinha tensões tremendas e tal, e o salário do ministro é muito pequeno, claro em relação ao que eu ganho, por exemplo, numa palestra, em relação ao que o trabalhador ganha, evidente que não. Mas eu reclamava. Isso é lá vida, a gente está aqui com um salário desse. Era 6 mil na época. Ai eu dizia: bom é o BNDES, que o cara não tem que falar com ninguém. Ficar olhando a Baia de Guanabara. Ai ele começou a espalhar isso”, revelou Ciro, garantindo não ter recebido nenhum convite.

Com relação ao futuro político, depois de encerrar o mandato de deputado federal, Ciro afirmou que pretende dar um tempo.  “Não sei se vou conseguir porque eu não estou na política por mim. Eu estou por mim, porque é minha vocação, o que sempre me realizou, mas sempre estive mais pelo Ceará. Alguns momentos eu queria estar fora e fiquei dentro por conta dos interesses do Estado do Ceará e do Brasil. Eu espero, desta feita, dado que o Ceará tem uma nova liderança e uma liderança que já se demonstrou muito capaz que é Cid, eu posso dar um tempo agora da política e cuidar um pouco da minha vida pessoal.”

Seria candidato a presidente? “Eu ainda nem votei. Cada dia com a sua agonia. Eu não vou responder uma pergunta que tem por premissa a Dilma ganhar ou não, num momento que a gente ainda vai votar. Segundo eu não posso responder uma pergunta porque nem sequer recebi convite ou não recebi. Evidente, que não posso esconder de ninguém, tendo o hábito de falar francamente, até às vezes mal compreendido, de que eu tenho aspirações de ser presidente do Brasil. Tentei já algumas vezes, inclusive desta feita, não consegui. Se eu conseguir sair um pouco da vida pública, eu vou começar a ver outras alternativas na vida. E eu preciso disso.”

Tudo o que sabemos sobre:

Ciro Gomeseleições 2010

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.