As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

BR – Capital paulista permaneceu limpa no 2º turno

Bruno Siffredi

31 de outubro de 2010 | 14h26

Tatiane Matheus

Diferentemente do que ocorreu no primeiro turno, quando um tapete de santinhos foram espalhados no asfalto em volta dos locais de votação, as sessões eleitorais estão limpas. A reportagem foi em diversas escolas da capital paulista e não encontrou nenhuma propaganda de candidato no chão.

O arquiteto Dimitrius Apostolides acredita que não há necessidade de entregar panfletos numa eleição que é somente para presidente. “O pessoal já sabe em quem vai votar, santinho não faz diferença”, completa a advogada Cristina Ferraz. Para o aposentado Itagiba Santiago Filho, o segundo turno está mais organizado.

Quem trabalhou nos dois turnos percebeu a diferença. A bióloga e mesária Daniela Ramos diz que se surpreendeu com a limpeza quando chegou na escola. “No primeiro turno o bairro estava tomado de santinhos”. O também mesário e publicitário Rafael Tacara reflete que no primeiro turno havia mais candidatos, portanto, o número de publicidade e de pessoas sujando a cidade era maior.

De acordo com a Secretaria de Coordenação das Subprefeituras, cerca de 1,5 mil funcionários da Prefeitura de São Paulo vão trabalhar na limpeza das ruas da cidade durante a realização do segundo turno da eleição presidencial. A secretaria informa que a mobilização vai envolver 150 caminhões e terá início das 15 horas até 1 hora. A Prefeitura esclarece que recolheu mais de 170 toneladas de lixo, entre folhetos e outros materiais de campanha no primeiro turno.

Tudo o que sabemos sobre:

cidade limpaeleições 2010

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.