As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Bens e gastos de Cachoeira são incompatíveis com sua renda, revelam documentos

Redação

16 de maio de 2012 | 08h30

Carlinhos Cachoeira apresenta gastos e bens de valor bastante superior à renda declarada, informam documentos da CPI que investiga as relações do contraventor com agentes públicos e privados adquiridos depois de seu sigilo fiscal ser quebrado.

Os documentos apontam que de 2007 a 2010, a renda declarada de Cachoeira somou R$ 127 mil. No mesmo período, porém, somente seus gastos com cartões de crédito somaram R$ 1,12 milhão. Em 2008, a renda declarada foi de R$ 20,4 mil, enquanto os gastos foram de quase R$ 600 mil, de acordo com o jornal Folha de S. Paulo.

Entre 2007 e 2010, o patrimônio de Cachoeira, de R$ 2,2 milhões, quase dobrou, passando para R$ 4,3 milhões, sendo que sua renda foi inferior a R$ 200 mil. Ainda de acordo com os documentos, o contraventor mantinha boa parte do dinheiro – cerca de R$ 1,5 milhão – em sua casa.

Cachoeira é investigado por contravenção e corrupção. Ele depõe na CPI que investiga sua relações na próxima terça-feira.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.