As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ausência de candidato em debate é ‘prejuízo para a população’, diz Serra

Armando Fávaro

24 de agosto de 2010 | 01h15

André Mascarenhas e Carolina Freitas

Após um debate marcado pelos ataques à candidata do PT, Dilma Rousseff, o candidato do PSDB, José Serra, procurou relacionar a ausência da petista à falta de “apresentação clara de propostas” de sua candidatura.

“Só tenho a lamentar que a candidata Dilma Rousseff tenha fugido desse debate, talvez por não querer se explicar, não querer dizer o que pensa. Esse não é o rumo que eles deram a candidatura dela, a apresentação clara de propostas, de debates, é mais pelo lado da manipulação”, atacou o tucano em entrevista após debate promovido pela TV Canção Nova e Rede Aparecida.

“O prejuízo pela ausência de um candidato é da população, que perde uma possibilidade de comparação de uma candidata que é forte, que tem um apoio de uma máquina imensa no Brasil inteiro”, acrescentou.

O tucano admitiu, entretanto, que a ausência de Dilma não representa, necessariamente, um prejuízo para a campanha da petista. “Veja que daqui ninguém saiu ferido. Foram debatidas idéias, nem houve perguntas entre os candidatos. Foi uma coisa que só faz bem, mas, às vezes, o que só faz bem em matéria eleitoral não faz bem para uma candidatura”, disse.

Plínio

Embora tenha se aliado a Serra nos ataques à candidata do PT, o candidato do PSOL, Plínio de Arruda Sampaio, criticou o uso de imagens do presidente Lula pela campanha do adversário do PSDB.

“Eu uso muito a imagem do Lula para dizer: sou contra ele. Uso mesmo. Não quero surfar no prestigio de ninguém, não quero receber nenhum voto de uma pessoa enganada. Quero que quem vote em mim saiba o que está comprando”, ironizou, numa referência às aparições de Lula ao lado de Serra na propaganda eleitoral do tucano.

selinho_twitter2182

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: