Após debate da Band, Dilma Rousseff volta a contrapor Lula a FHC
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Após debate da Band, Dilma Rousseff volta a contrapor Lula a FHC

Armando Fávaro

06 de agosto de 2010 | 16h06

Rodrigo Alvares

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, voltou agora à tarde a apostar na tática de contrapor sua dobradinha com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva à participação de José Serra no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Durante cerimônia de assinatura do documento Presidente Amigo da Criança, na Fundação Abrinq, em São Paulo, a petista disse que seu principal adversário, o tucano Serra, “representa o projeto do governo Fernando Henrique Cardoso”.

Dilma_abrinq_EpitacioPessoaAE06082010

Dilma deixa prédio da Fundação Abrinq, em São Paulo

Questionada sobre sua atuação no debate de ontem na TV Bandeirantes, Dilma aproveitou para citar o presidente. “Minha participação foi para defender o projeto do governo Lula. Não achei o debate polarizado e não me senti atacada”, afirmou. Uma das avaliações de aliados que acompanharam a petista ontem era a de que Dilma citou muito pouco o nome do presidente.

Sobre ter sido acusada de “olhar para o retrovisor” pela oposição, a petista voltou à comparação. “Se obtém experiência atuando no governo. Serra foi ministro e um ministro forte do governo Fernando Henrique Cardoso. Eu não vejo o que tem de retrovisor analisar o que se fez no País. Estamos discutindo quem tem mais competência de fazer o futuro. Eles fizeram menos.”

Contraponto na Saúde

Em discurso ao assinar o compromisso com a Fundação, Dilma se comprometeu a reduzir a mortalidade infantil, e citou como exemplo os altos índices na Amazônia Legal e no Nordeste. A candidata disse que aumentará os investimentos em Saúde e prometeu criar os programas “Rede Cegonha” e o “Samu Cegonha”, para prestar atendimento às gestantes do País. “O País deve ser avaliado pelo apoio que dá aos jovens”, disse a candidata.

As propostas, que também foram citadas no debate de ontem, funcionam como contraponto à proposta de Serra de estender, para todo o País, o projeto Mãe Curitibana, que oferece acompanhamento pré-natal às gestantes da capital paranaense.

Dilma também voltou a falar que dará continuidade ao governo do presidente Lula. “Cuidarei com carinho de mãe das crianças do País”, falou, seguindo a tônica de discurso feito no fim de julho, durante comício em Natal. A petista pregou à plateia: “O presidente Lula me deixou um legado, que é cuidar do povo brasileiro. Eu vou ser a mãe do povo brasileiro”.

selinho_twitter2

Tudo o que sabemos sobre:

debateDilmaeleições 2010FHCLulaSerra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.