As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

AP – Eleições começam com doze presos e dois carros de som apreendidos

Bruno Siffredi

31 de outubro de 2010 | 15h02

Alcinéa Cavalcante, de Macapá

No Amapá a eleição transcorre em clima tranquilo. Até 13h (horário local e 14h em Brasília) apenas nove pessoas foram presas fazendo boca de urna. Outras três foram detidas acusadas de fazer boca de urna se fingindo de pesquisadores. O caso destas três está sendo investigado. Dois carros de som foram apreendidos porque circulavam em frente de seções eleitorais tocando jingle de candidato. Um mesário, de uma seção que funciona no centro da capital, foi preso por estar embriagado. Apenas três urnas apresentaram problemas, mas foram imediatamente substituídas.

Os dois candidatos, Lucas Barreto (PTB) e Camilo Capiberibe (PSB), votaram pela manhã. Capiberibe, após votar, comentou a pesquisa do Ibope divulgada ontem à noite em Macapá em que ele aparece em primeiro lugar com 49% das intenções de voto. “A pesquisa reflete o trabalho que fizemos nesses meses de campanha”, disse. Lucas Barreto, que aparece com 43%, analisa que há um empate técnico em Macapá e que a eleição será decidida com os votos do interior. Como o Amapá não segue o horário de verão, a votação só será encerrada às 18h. A expectativa do TRE-AP é que às 22h horas a apuração seja encerrada.

Tudo o que sabemos sobre:

Amapáeleições 2010

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.