As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Angela Guadagnin antes e depois da ‘dança da pizza’

Jennifer Gonzales

23 de março de 2011 | 13h20

 Jair Stangler, do Estadão.com.br

Quando fez a “dança da pizza”, Angela, que é médica pediatra, estava no último ano de seu segundo mandato na Câmara. Ela também foi prefeita de São José dos Campos (SP) entre 1993 e 1996. 

Em 2003,  presidia a comissão de Seguridade Social quando foi aprovado o Estatuto do Idoso. Foi também membro da comissão de Ciência e Tecnologia. Participou das CPIs da Mortalidade Materna, da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e da comissão que trata da Lei Nacional de Adoção. 

Segundo informações presentes em seu site, foi  relatora da Lei 11.107/2005 que regulamentou os consórcios públicos; participou das Comissões Especiais que elaboraram a Lei Nacional de Saneamento, Lei Nacional de Resíduo e Lei Nacional de Adoção. Também participou da CPI da Mortalidade Materna, entre outras realizações. 

Ainda como deputada federal, apresentou o PL 1300/99, que concede ao contribuinte o direito de destinar parte do imposto e renda devido aos Fundos Nacional, Estadual e Municipal para o desenvolvimento social da criança e do adolescente. 

Mesmo sem estar envolvida com o escândalo do mensalão, a atitude no plenário da Câmara não passou em branco. Ao tentar se reeleger, naquele mesmo ano, Angela fez pouco mais de 37 mil votos e não conseguiu voltar para a Câmara. 

Em 2008, apresentando-se como Dra. Angela, ela conseguiu se eleger para a Câmara de Vereadores de São José dos Campos, com 4.329 votos. Segundo dados de sua assessoria, no biênio 2009/2010, Angela liderou a bancada do PT e apresentou um total de 454 requerimentos, 639 indicações e 48 Projetos de Lei. 

Assista a vídeo da campanha de Angela em 2008:

Exerceu os cargos de relatora da Comissão de Direitos Humanos e Presidente da Comissão de Legislação Participativa, tendo atuado para a redução da jornada de trabalho dos profissionais de enfermagem para 30 horas semanais em São José dos Campos. 

A “marca” do mandato da Vereadora tem sido o PL 19/2009, que autoriza a implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgências (Samu) em São José, que após uma grande mobilização e a apresentação de um abaixo-assinado com mais de 10 mil assinaturas, foi aprovado por unanimidade pela Câmara e sancionado pelo prefeito Eduardo Cury (PSDB).  

A assessoria da vereadora explica ainda que o SAMU só não foi implantado em São José “por falta de vontade política da prefeitura, que se recusa a implantar programas do Governo Federal”.  

Outro projeto pela assessoria de Angela foi o PL 450/2009, que dispõe sobre a aquisição de alimentos da agricultura familiar pelo programa de alimentação escolar.