As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Anestesia? Não, Anastasia

Armando Fávaro

11 de abril de 2010 | 16h09

Por Ana Paula Scinocca, de Brasília

Antonio Anastasia  visitava Brasília na última quinta-feira, dia 8, quando fez parada estratégica, no Senado, no gabinete do presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE). Enquanto o presidente tucano conversava com governador mineiro, as ligações para o gabinete, como de praxe, não paravam.  Um dos telefonemas foi do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

À procura de Guerra, ouviu de uma das telefonistas:  “Senador, ele (Guerra) não pode falar com o senhor agora não porque ele está recebendo o Anestesia”. Menos de uma hora depois, Tasso, inconformado, foi pessoalmente ao gabinete de Guerra convidar o colega tucano para um almoço. “Sérgio, estou rindo até agora.  Avise suas secretárias que o governador de Minas é o Anastasia, e não o Anestesia, ok?”

Tudo o que sabemos sobre:

AnastasiaPSDBSérgio GuerraSerra

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.