Alckmin deve divulgar arrecadação de R$ 40,3 mi na campanha e Skaf R$ 31 mi
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alckmin deve divulgar arrecadação de R$ 40,3 mi na campanha e Skaf R$ 31 mi

Apenas a campanha de Alexandre Padilha (PT) ainda não informou a quantia arrecadada; dados devem ser divulgados pelo TRE-SP na quarta

Redação

04 de novembro de 2014 | 17h33

Pedro Venceslau

São Paulo – A campanha à reeleição do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), deve informar ao Tribunal Regional Eleitoral uma arrecadação de R$ 40,3 milhões e gastos no mesmo montante. No começo da campanha, o comitê tucano previu um teto de gasto de R$ 90 milhões.

Alckmin-debate-globo-30092014-Alex-Silva-estadao

Já o candidato do PMDB, Paulo Skaf, que previu um teto de gasto de R$ 95 milhões, deve informar arrecadação de R$ 31 milhões. Segundo assessores da campanha, o comitê registrou um superávit de R$ 10 mil em dinheiro, que foi debitado na conta do PMDB paulista. Também sobraram R$ 20 mil em materiais de campanha.

skaf entrevistas estadao - alex silva ae - 08082014

A campanha de Alexandre Padilha, do PT, não informou os valores. Os dados pormenorizados com arrecadações e despesas serão divulgados amanhã pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:

Geraldo AlckminPaulo SkafTRE-SP

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.