As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Alckmin decreta luto oficial de 7 dias no Estado

Lilian Venturini

29 de março de 2011 | 21h24

André Mascarenhas, do estadão.com.br

Em visita ao Hospital Sírio-Libanês na noite desta terça-feira, 29, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou luto oficial de sete dias no Estado, em razão da morte do ex-vice-presidente José Alencar. O Alckmin chegou acompanhado do ex-governador José Serra (PSDB). A esposa de Alencar, Mariza Gomes da Silva, já não estava mais no hospital no momento da vista.

Após conversar com familiares de Alencar, o governador destacou a atuação do ex-vice-presidente como político e empresário. “Ele foi exemplo de honradez, probidade e dedicação. Exemplo também de empreendedor, um dos maiores empresários brasileiros”, disse. Alckmin afirmou ainda que não deve ir a Brasília para acompanhar o velório, mas deve comparecer ao enterro, em Belo Horizonte, na quinta-feira, 31.

José Serra disse que conversou com Josué, um dos filhos de Alencar, e relembraram histórias da vida pública e pessoal do ex-vice-presidente. “Conheço o Alencar há muitos anos, fomos colegas no Senado. A política nos apontou para caminhos divergentes, mas era alguém por quem sempre guardei respeito”, afirmou. Serra já antecipou que não vai comparecer ao velório e ao enterro.

Minutos antes da visita de Alckmin e Serra, o vice-governador Guilherme Afif Domingos também visitou parentes do ex-vice-presidente no hospital. “Alencar sempre foi muito coerente em suas ideias e princípios”, disse.

Mais conteúdo sobre:

AfifAlckminJosé AlencarmorteSerra