As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Para ACM Neto, PSD é ‘partido sem decência’

Jennifer Gonzales

21 de março de 2011 | 11h04

Marcelo de Moraes, de ‘O Estado de S.Paulo’

O comando nacional do Democratas já reagiu com críticas duras aos primeiros eventos organizados pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, para promover a criação do Partido Social Democrático (PSD), depois de anunciar sua saída do DEM. O líder do Democratas na Câmara, deputado Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), chamou a nova sigla de “partido sem decência” e “partido sem dignidade”, ironizando suas iniciais. No seu Twitter, defendeu publicamente que seu partido faça oposição a Kassab nas eleições municipais do próximo ano em São Paulo.

“Nasceu hoje o PSD, o partido sem decência, o partido sem dignidade. O DEM tem de ir para a oposição ao Kassab. Vamos enfrentá-lo em São Paulo”, postou ACM Neto em seu Twitter.

O primeiro evento oficial de promoção do PSD foi realizado no domingo, 20, justamente na Bahia, terra do líder do Democratas. Na solenidade, Kassab se reuniu com seus novos aliados no Estado, incluindo o vice governador Otto Alencar, oriundo do PP, e o deputado federal Paulo Magalhães, primo de ACM Neto e que deixará o DEM para se juntar ao PSD.

Nesta segunda-feira, 21, Kassab lança o partido em São Paulo, quando anunciará a filiação de políticos importantes como o vice governador Guilherme Afif Domingos e os deputados federais Junji Abe e Guilherme Campos, entre outros, todos vindos do DEM.

Tudo o que sabemos sobre:

ACM NetoDEMGilberto KassabPSD

Tendências: