A semana política: campanha antecipada, centrais sindicais e guerra de dossiês
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A semana política: campanha antecipada, centrais sindicais e guerra de dossiês

Camila Tuchlinski

04 de junho de 2010 | 15h37

Por Rodrigo Alvares

Segunda-feira (31/05)

3105-480

MP pede ao TSE que multe Lula e Dilma por campanha antecipada

Por Mariângela Galucci

O Ministério Público Eleitoral (MPE) deu hoje novas demonstrações de que discorda do comportamento do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidenciável do PT, Dilma Rousseff, durante a atual fase de pré-campanha eleitoral. Em pareceres encaminhados ao TSE, a Procuradoria Geral Eleitoral opinou que o tribunal deve aceitar o pedido dos Democratas(DEM) e multar Lula, Dilma e o presidente da Força Sindical, o deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho,por propaganda eleitoral antecipada durante comemorações ao Dia do Trabalho.

Direto do Estadão: O sindicalismo e as eleições

O repórter Roberto Almeida comenta o encontro sindical que vai acontecer em São Paulo nesta terça, 1 de junho, e suas implicações na corrida eleitoral:

Terça-feira (1º/06)

0106-480

Festa sindical custou R$ 800 mil, afirma Paulinho da Força

Por Roberto Almeida

Presente à assembleia da Conferência Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat) na manhã desta terça-feira no Estádio do Pacaembu, em São Paulo,  o presidente da Força Sindical, o deputado federal Paulinho Pereira (PDT), o custo das centrais para o evento de hoje foi de R$ 800 mil. O aluguel do Estádio do Pacaembu e a utilização da CET ficaram estimados, respectivamente, em R$ 135 mil e R$ 35 mil.

Radar Político: Oliver Stone se reúne com Dilma Rousseff

Por Eugênia Lopes, de Brasília

DILMAoli

Foto: Celso Júnior/AE

Oliver Stone esteve no Brasil para o lançamento do filme “Ao Sul da Fronteira”. Ele tinha convidado Dilma para o lançamento, em São Paulo, mas ela não pode ir, alegando outros compromissos. Stone se convidou, então, para um encontro com a pré-candidata.

Quarta-feira (02/06)

0206-2-480

Responsabilidade por suposto dossiê é da Dilma, diz Serra

Por Carolina Freitas, do Estadão.com.br

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, atribuiu na última quarta-feira, 2, a existência de um suposto dossiê contra ele à sua adversária, a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff. O tucano relembrou ainda outros casos de dossiês contra o PSDB que vieram à tona em eleições passadas.

“A principal responsabilidade por esse novo dossiê é da candidata Dilma Rousseff. Disso eu não tenho dúvida, assim como o principal responsável pelo dossiê dos aloprados foi o Aloizio Mercadante e como a principal responsabilidade por dossiês em 2002 foi do Ricardo Berzoini”, disse Serra.

‘Isso é uma falsidade e não vou bater boca’, reage candidata do PT

Por Eugênia Lopes, de Brasília

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, foi sucinta hoje ao reagir à acusação do tucano José Serra, que a responsabilizou pela confecção de um suposto dossiê contra ele. “Isso é uma falsidade e eu não vou ficar batendo boca sobre isso”, afirmou a petista.

Segundo denúncia da revista “Veja”, um grupo dentro da campanha de Dilma teria articulado a produção de um dossiê para atingir José Serra. Esse “grupo de inteligência” teria sido montado pelo jornalista e consultor Luiz Lanzetta, que é proprietário da empresa Lanza Comunicação, contratada pelo PT. Dutra disse hoje que Lanzetta não trabalha na campanha de Dilma Rousseff.

Quinta-feira (03/06)

0306-480

PSDB quer definir vice em uma semana

Por Adriana Carranca, Julia Duailibi e Ana Paula Scinocca

O PSDB espera que o pré-candidato José Serra invista no processo de definição da escolha do vice até a semana que vem. A expectativa é ir para a convenção do partido, no dia 12, já com um nome definido. Como o ex-governador de Minas Aécio Neves garantiu que está fora do projeto de chapa puro-sangue, a adesão ao nome do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA) cresceu entre o próprio tucanato.

Blog de João Bosco Rabello: Kátia Abreu fica na CNA e desiste de ser vice de Serra

kabreu

Foto: Pablo Valadares/AE

A lista de candidatos a vice na chapa de José Serra (PSDB) no DEM está menor desde as 18 horas de hoje. Este era o prazo limite para que a senadora Kátia Abreu (TO) se desincompatibilizasse da Confederação Nacional da Agricultura (CNA). Kátia não o fez.

Segundo políticos de sua intimidade, ela preferiu preservar o capital político que construiu como uma liderança do agronegócio. Kátia tem dito a esses interlocutores que o lugar de vice de Serra, por mais honroso que seja, a deixaria algemada politicamente.

Radar Político: PT vai interpelar Serra judicialmente por declarações sobre suposto dossiê

Por André Mascarenhas e Wellington Bahnemann

Depois de o pré-candidato tucano, José Serra, elevar o tom e atribuir a responsabilidade pela elaboração de um suposto dossiê contra ele à campanha de Dilma Rousseff, hoje foi a vez do comando do PT partir para o ataque.

Em nota divulgada nesta tarde, a direção nacional do partido afirma que irá interpelar judicialmente o ex-governador de São Paulo. O pedido será feito à Justiça amanhã, e tem por objetivo pedir esclarecimentos sobre as declarações do tucano.

Dilma participa de segundo evento sindical nesta semana

Por Renata Veríssimo

Com a pré-campanha embalada pelos sindicatos, a petista Dilma Rousseff terá na 2ª Plenária Nacional da Federação Única dos Petroleiros (FUP), que acontece hoje e amanhã em Brasília, a oportunidade de mais um palanque. O coordenador-geral da entidade, João Antônio de Moraes, disse que a candidatura de Dilma ao Planalto é a que mais se identifica com o pensamento da categoria.

Sexta-feira (04/06)

0406-480

Serra diz que não adotará tom agressivo na campanha

Por Evandro Fadel, de Curitiba

O pré-candidato à Presidência da República pelo PSDB, José Serra, disse, em entrevista à Rede Independência de Comunicação (RIC), afiliada da Rede Record no Paraná, que não adotará estilo agressivo durante a campanha eleitoral e negou que tivesse havido qualquer cobrança ou reunião do partido para pedir-lhe isso. “Eu tenho o meu estilo, sou do jeito que eu sou”, destacou. “Campanha eleitoral, para mim, é uma oportunidade para apresentar ideias, para apresentar propostas para o Brasil.”

Governo pretende mudar regra para restringir TCU

Por Edna Simão

O governo ressuscitou a meta de reduzir a fiscalização das obras públicas e voltou a propor, também na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2011, a regra que torna menos transparente o cálculo dos custos dos projetos. A LDO está para ser votada na Comissão Mista de Orçamento do Congresso e o governo conta agora com o apoio do relator, o senador petista Tião Viana (AC).

Radar Político: Lula é vaiado por causa de atraso

Por Leonencio Nossa, de Brasília

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi vaiado ao chegar à 3ª Conferência Nacional do Esporte, em Brasília. A plateia, formada por estudantes e representantes de entidades esportivas, irritada com o atraso de 1 hora e 40 minutos do presidente, também vaiou o ministro do Esporte, Orlando Silva. Pouco antes, a plateia começou a gritar que estava com fome e que queria almoçar.

Dilma se diz injustiçada no caso sobre suposto dossiê

Por Eugênia Lopes

A pré-candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, voltou a dizer que considera uma “falsidade, uma ignomínia” a história sobre o suposto dossiê que estaria sendo feito contra o pré-candidato tucano, José Serra, a mando do comando de campanha da petista. “Estou sendo claramente injustiçada. Estou disposta a fazer um debate de alto nível e não ficar respondendo esse tipo de acusação infundada”, disse Dilma, ao chegar nesta sexta-feira à 2ª Plenária Nacional da Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Serra diz que interpelação judicial do PT é ‘factoide’

Por Adelson Barbosa dos Santos, de Campina Grande (PB)

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, disse hoje, em Campina Grande (PB), que o PT tenta criar um factoide quando anuncia que vai interpelá-lo judicialmente para que prove que a pré-candidata petista, Dilma Rousseff, elaborou um dossiê contra ele. “Isso é factoide para enganar a imprensa”, declarou.

Atualizado às 20h53

Tudo o que sabemos sobre:

BrasíliaEleiçõessemana política

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: