Tribuna do Norte: Wilma confirma aliança para apoiar Carlos Eduardo

Redação

24 de maio de 2012 | 20h35

Por Tribuna do Norte

A ex-governadora Wilma de Faria oficializou apoio do PSB à pré-candidatura à Prefeitura de Natal do ex-deputado e ex-prefeito Carlos Eduardo, do PDT. Ela negou que tenha levado em consideração, para tomar a decisão, o fato de ter familiares envolvidos em supostas denúncias de corrupção e sofrer investigações do Ministério Público sobre o período em que governou o Rio Grande do Norte.

“Claro que não, tenho uma vida limpa e sou uma pessoa séria que sempre trabalhei em benefício do povo, nada temo, nada”, disse a ex-governadora Wilma de Faria, que durante o discurso anunciando o apoio a Carlos Eduardo, no Clube Assen, desafiou alguém que apontasse uma desonestidade da parte dela na vida pública.

Wilma de Faria disse também que não será candidata à Câmara Municipal de Natal, como defendia uma corrente do seu partido, com a finalidade de “puxar” votos para eleger a maior bancada de vereadores no pleito proporcional de outubro deste ano: “Assim eu quebraria a minha preocupação de coordenar a campanha eleitoral e estar presente em todos os municípios no Rio Grande do Norte”.

A ex-governadora declarou que vai “continuar fazendo uma oposição responsável” à administração da governadora Rosalba Ciarlini (DEM) e agora vai ajudar, depois de ouvir o povo, Carlos Eduardo a se eleger pela terceira vez prefeito da capital.

“Sempre fui procurada por Carlos Eduardo para somar, por convite direto ou através de amigos”, disse a ex-governadora, que afirmou ser a sua decisão “não uma desistência”, porque nunca afirmou que seria candidada, de novo, à prefeita de Natal.

Wilma de Faria ainda declarou que o PSB é quem vai indicar o candidato a vice-prefeito e negou que tivesse indicado o engenheiro Damião Pita, que foi auxiliar dela e de Carlos Eduardo enquanto os dois estiveram administrando a cidade, para compor a chapa encabeçada pelo PDT.

Damião Pita estava na reunião do PSB na Assen, e confirmou que não foi convidado por ninguém para ser o futuro candidato a vice-prefeito pelo PSB. “Acho que o candidato a vice tem de somar e ter votos e isso eu não tenho”, disse Pita, argumentando que dentro do partido existem outros nomes com potencial eleitoral para somar na campanha de Carlos Eduardo.

Ex-governadora afirma que vai disputar em 2014

A ex-governadora Wilma de Faria destacou ontem que só voltará a disputar uma eleição em 2014, mas não mencionou se vai tentar um mandato de deputada federal, cargo que exerceu entre 1986 e 1988, quando se elegeu prefeita de Natal a primeira vez, ou um cargo majoritário (senador ou governador): “Isso aí fica pra depois”.

Carlos Eduardo fez um discurso alfinetando os vereadores que à tarde votaram, na Câmara, o parecer do TCE sobre a sua prestação de contas da gestão de 2008 como prefeito de Natal. Ele disse que o processo estava sendo “conduzido com falta de isenção e cretinice” de alguns vereadores e que se queriam derrotá-lo, “viessem disputar a eleição comigo na rua”.

Na reunião do PSB compareceram a líder do partido na Câmara Federal, a deputada Sandra Rosado, que estava aniversariando, o ex-governador Iberê Ferreira de Souza, o vice-governador Robinson Faria e ainda os vereadores Raniere Barbosa (PRB), Júlia Arruda, Franklin Capistrano e Júlio Protásio (PSB), que falou em nome da bancada socialista na Câmara Municipal, o ex-deputado estadual Leonardo Arruda, o ex-prefeito de Nova Cruz, Cid Arruda, o ex-deputado estadual Wober Júnior.

A deputada estadual Márcia Maia, que fez as vezes de mestre de cerimônia, que falou sobre o “despreendimento” da ex-governadora Wilma de Faria em não sair candidata à prefeitura “para liderar a oposição em Natal e no Rio Grande do Norte”.

Já a deputada Sandra Rosado disse que a ex-governadora “sempre enfrentou desafios”, mas que, agora, “depois de muita reflexão e discussão interna com o partido” decidiu pela coordenação da campanha em todo o Estado. Ela informou que a deputada estadual Larissa Rosado não pode comparecer à reunião porque estava cuidando de uma filha que estava doente.

 

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.