Gazeta do Povo: TRE-PR fará plantão de atendimento neste fim de semana

Redação

04 de maio de 2012 | 18h33

Por Gazeta do Povo

O eleitor que estiver em débito com a Justiça Eleitoral poderá regularizar a situação neste fim de semana. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) estará de plantão neste sábado (5) e domingo (6), das 9h às 18h, para atendimento das pessoas que tiveram o título cancelado, não votaram e não justificaram nas eleições passadas e para quem quer transferir o título ou alterar dados. O prazo termina na próxima quarta-feira (9).

O prazo final também vale para quem quer fazer o primeiro título eleitoral. Adolescentes que completam 16 anos até a data do primeiro turno da eleição, dia 7 de outubro, podem se registrar para votar. O voto é facultativo entre os 16 e 18 anos. Quem fizer 18 anos após 9 de maio e antes das eleições também tem registro e voto facultativos. Para o cadastro de novos títulos, o eleitor precisa levar comprovante de residência em seu nome ou nome do responsável, documento oficial de identificação com foto e filiação e, para homens, comprovante de alistamento militar. O registro é gratuito.

De acordo com o TRE-PR, 211.185 pessoas tiveram os títulos eleitorais cancelados em Curitiba após o recadastramento biométrico. O eleitor que precisa regularizar o título deve comparecer à Central de Atendimento ao Eleitor do TRE com documento de identidade, comprovante de residência e título eleitoral antigo. A multa varia de R$ 3,51 a R$ 35,10. O valor a ser pago será definido na hora e depende da justificativa de cada cancelamento.

As pessoas que estiverem irregulares perante a Justiça Eleitoral não poderão votar neste ano e ficarão impedidas de tirar passaporte, prestar concurso público e se matricular em instituições públicas de ensino.

Serviço. A Central de Atendimento ao Eleitor do TRE-PR fica na Rua João Parolin, 55, Prado Velho, Curitiba. Mais informações: (41) 3330-8673 e 3330-8674 ou www.tre-pr.jus.br.

Tudo o que sabemos sobre:

eleições 2012Gazeta do PovoParanáTRE-PR

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.