O Globo: Eduardo Paes nega redução tributária à rede privada de saúde

Lilian Venturini

22 de agosto de 2012 | 16h55

Por O Globo

RIO – O prefeito do Rio e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB), negou nesta quarta-feira, durante encontro com donos e diretores de hospitais da rede particular de Saúde do Rio, a redução na tributação das unidades de saúde da cidade. O setor pede a diminuição do ISS de 5% para 2%.

É a segunda vez, que nesta eleição, Paes se nega a modificar na política de arrecadação do município. Na terça-feira, ele já havia recusado da conceder isenção para o setor de educação. Contudo, ele defende alterações para setores como o da economia criativa e para a região portuária – considerado um dos pontos estratégicos para o desenvolvimento da cidade.

Questionado sobre a possibilidade de mudar a legislação para permitir que a rede particular tome conta das gestões da rede municipal, o prefeito disse que, em um primeiro momento, não vai mudar o atual modelo. Para ele, é possível pontuar casos isolados, onde há deficit de atendimento.

— Não é minha intenção mudar a legislação do Rio de Janeiro para entregar a saúde para vocês. Podemos sim complementar, pagando por um ou outro serviço deficiente na rede municipal, mas privatizar a saúde não – disse o prefeito, completando:

— Não troco voto por imposto.

Para rede municipal, o candidato prometeu dobrar o atendimento na rede básica de Saúde e municipalizar os hospitais estaduais Albert Schweitzer e Rocha Faria, ambos na Zona Oeste do Rio.

— A gente tem uma experiência que está começando que é bem sucedida por enquanto no Pedro II. A gente vai caminhar para esta direção, mas de forma gradual com as alternativas coloadas, com o financiamento adequado. O erro do passado da municipalização foi isso (falta de planejamento) — promete Paes.

Ele disse ainda que, se reeleito, não sairá da prefeitura para concorrer ao Governo do Estado:

— Pode ir tudo ajoelhado lá na minha sala: Dilma, Lula, Cabral, Pezão, vovózinha. Não saio de jeito nenhum. É isso. Não escondo de ninguém. Queria ser prefeito do Rio e quero continuar sendo prefeito do Rio

O prefeito foi ultimo entrevistado no “Encontro da saúde com os candidatos a prefeito do Rio”, realizado pelo Federação dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (FEHERJ), do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Casas de Saúde do Município do Rio de Janeiro (SINDHRIO), do Movimento Junta Rio pela Saúde e do Conselho Empresarial de Medicina e Saúde da Associação Comercial do Rio de Janeiro (CESM-ACRJ).

Leia mais em O Globo

Tudo o que sabemos sobre:

candidatoeduardo paesRio de Janeiro

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.