Estado de Minas: Marcio Lacerda terá quase a metade do tempo do horário eleitoral gratuito

Lilian Venturini

09 de agosto de 2012 | 14h19

Por Estado de Minas

Com 14 minutos e 19 segundos, o prefeito Marcio Lacerda (PBH), candidato à reeleição em Belo Horizonte, terá quase a metade do tempo destinado à propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão, que começa a ser exibida no dia 21. Seu principal adversário, o ex-prefeito e ex-ministro Patrus Ananias (PT), terá direito a 8 minutos e 22 segundos. A definição dos minutos de cada um dos sete concorrentes na capital foi anunciada oficialmente ontem pelo Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG). Ao todo serão exibidos na televisão aberta, de segunda a sábado, dois blocos de 30 minutos cada de horário eleitoral. Ao longo do dia, cada candidato ainda terá direito a inserções de 30 segundos, distribuídas seguindo a mesma proporção do horário em bloco.

O TRE-MG também definiu a ordem de veiculação do horário eleitoral dos candidatos a prefeito e a vereador. Patrus Ananias vai abrir o horário eleitoral, que começa a ser exibido em uma segunda-feira. Lacerda fecha o bloco. Nos programas seguintes, a ordem de apresentação é invertida. O mesmo acontece com o programa dos candidatos a vereador, que será veiculado às terças, quintas e sábados. O PCO será o primeiro a aparecer no horário gratuito, com 27 segundos. A coligação PT/PMDB terá o maior tempo reservado para as eleições proporcionais, com 6 minutos e 46 segundos. Nos outros dias da semana, com exceção do domingo, vai ser exibido o programa dos candidatos a prefeito.

De acordo com a legislação eleitoral, um terço do horário é distribuído igualmente entre os candidatos e dois terços proporcionalmente ao número de representantes de cada partido na Câmara dos Deputados, considerado, no caso da coligação, o resultado da soma de representantes de todos os partidos que a integrarem.

A entrada em vigor do palanque eletrônico é aguardada com expectativa pelos candidatos, pois é quando de fato começa a campanha. Mas nem sempre o maior tempo na televisão garante a vitória do candidato. Nas últimas quatro eleições, apenas em 2008 Marcio Lacerda se elegeu prefeito com o dobro do tempo de todos os adversários  (veja quadro). Mas, mesmo em vantagem no horário eleitoral – Lacerda tinha quase 11,5 minutos –, não foi uma disputa fácil. Ele terminou o primeiro turno com uma vantagem de pouco mais de 2% percentuais sobre Quintão, que tinha 5,2 minutos no horário eleitoral exibido no rádio e na televisão.

Leia mais em Estado de Minas

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.