A Gazeta: Luiz Paulo lidera com 46%, Luciano tem 20%

Lilian Venturini

21 de agosto de 2012 | 14h14

Por A Gazeta

Se as eleições fossem hoje, o tucano Luiz Paulo Vellozo Lucas (PSDB) seria eleito prefeito de Vitória com 46% dos votos. É isso que mostra a pesquisa estimulada feita pelo Instituto Ibope na Capital. Em segundo lugar, aparece Luciano Rezende (PPS), com 20%, seguido pela petista Iriny Lopes, que alcançaria 14%.

Os números do Ibope confirmam a colocação no ranking já apontada pelo Instituto Futura, mas mostram que Luiz Paulo ampliou a vantagem. Em amostragem publicada em julho, a pesquisa encomendada por A GAZETA colocava Luiz Paulo na dianteira da preferência estimulada, com 37,8%, sucedido por Luciano (27,8%) e Iriny (13,2%).

Na medição espontânea do Ibope, quando o eleitor manifesta preferência por livre iniciativa, Luiz Paulo também está com vantagem: 34% das menções. Luciano Rezende tem 14% e Iriny 11%.

A amostragem aponta que o candidato do PSDB é preferido por 51% dos moradores com ensino médio completo. Para 40% dos moradores que recebem mais de cinco salários mínimos por mês, Luiz Paulo é a melhor opção.

Nas últimas semanas, Luiz Paulo intensificou as atividades de corpo a corpo. Amanhã à noite, o tucano realizará o primeiro “webcomício” da campanha, com transmissão on-line. Luciano, por sua vez, tem investido em reuniões com lideranças, assim como Iriny, que nas últimas semanas realizou caminhadas por bairros e encontros com moradores e entidades de classes.

Rejeição

O Ibope também perguntou ao eleitor em quem ele não votaria de jeito algum. Iriny é a mais citada (31%) pelos eleitores. Em seguida, na rejeição estimulada, aparecem Luciano (19%) e Luiz Paulo (18%). Edson Ribeiro (PSDC), que tem direcionado sua campanha ao público evangélico, é rechaçado por 11%.

A reprovação a Iriny vem, em sua maioria, dos moradores que têm entre 25 e 39 anos – 35% da população nessa faixa etária se recusa a votar nela. Os que têm grau médio de instrução representam 39% dos eleitores anti-Iriny.

O Ibope realizou as entrevistas nos dias 15 e 16 de agosto. Foram ouvidas 504 pessoas. A pesquisa está registrada no TRE sob número 00036/2012.
53% desaprovam a forma como Coser administra a cidade

O modo como o prefeito João Coser (PT) administra a Prefeitura de Vitória é desaprovado por 53% da população. É o que mostra a pesquisa do Ibope sobre o cenário político da Capital. Outros 43% dos moradores aprovam a condução do petista na máquina pública.

O modo como Coser conduz a prefeitura é desaprovado, sobretudo, pelos moradores mais pobres. O Ibope identificou que 60% dos que recebem até dois salários mínimos por mês não concordam com a forma com que o prefeito administra.

Dos que recebem mais de cinco salários mínimos mensais, 56% também são contra o modelo implementado por Coser. Para 50% dos moradores que recebem entre dois e cinco salários, a condução da máquina vai bem.

Quando questionados sobre a qualidade da gestão como um todo, 29% dos eleitores disseram que ela é ótima ou boa. Para 31% das pessoas, a administração é ruim ou péssima.

Os moradores de Vitória elegeram a Saúde pública como “calo” da gestão. Para 41% dos entrevistados, ela é o maior problema da Capital. Educação é mal avaliada por 17% e trânsito por 8%.

Leia mais em A Gazeta

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.