Um acerto tremendo e um erro crasso na publicação dos salários dos servidores da Assembleia Legislativa do ES

fernandogallo

16 de agosto de 2012 | 17h04

A Assembleia Legislativa do Espírito Santo publicou em seu site os salários de seus servidores.

Acerta tremendamente quando

: o salário está separado de cada um dos adicionais, que por sua vez estão separados de cada uma das gratificações, que por sua vez estão separadas de cada um dos auxílios.

: verbas rescisórias, 13º salário, abonos, diárias etc..

O detalhamento da composição da remuneração torna a publicação muito mais transparente, por exemplo, do que a feita pelo governo Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo, e também ajuda a imprensa a evitar injustiças com os servidores. Dessa forma, apenas como exemplo, se eventualmente o servidor recebeu R$ 200 mil em um determinado mês, ninguém dirá que ganha um supersalário caso a maior parte disso venha de verbas eventuais.

A Assembleia capixaba, no entanto, erra grandemente ao publicar os salários em formato fechado, o que impede o manuseio dos dados.

Inaceitável na era dos dados abertos.

PDF nunca, por favor!!

(Fernando Gallo)

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.