Hackers usam dados abertos em ciência e sustentabilidade

fernandogallo

24 de julho de 2012 | 07h50

A Casa de Cultura Digital abriga no próximo final de semana uma mini maratona hacker com o objetivo de construir projetos voltados à ciência e à sustentabilidade usando dados públicos.

Este Hackfest, como é conhecido, será feito conjuntamente com o Citizen Cyberscience Centre, uma parceria internacional entre diversas instituições. O objetivo do centro é desenvolver e implementar projetos de ciberciência cidadã, especialmente em países em desenvolvimento. Através do uso das tecnologias da informação, as pessoas podem criar e colaborar com projetos científicos com foco em sustentabilidade, questões humanitárias e de desenvolvimento.

Os parceiros institucionais do Centro são a Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), o Instituto das Nações Unidas para Treinamento e Pesquisa (UNITAR) e a Universidade de Genebra.

O primeiro dia do encontro será justamente para desenhar os projetos a serem elaborados e o segundo para colocar a mão na massa.

Durante o Hackfest, cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) apresentarão o Forest Watchers, uma plataforma que permite a participação das pessoas na construção de mapas precisos de desflorestamento baseados em imagens de satélite.

(Fernando Gallo)

Brasil@Home
Ciberciência Cidadã para a Sustentabilidade
Nos dias 28 e 29 de julho acontece na Casa da Cultura Digital mais uma edição do Brasil@Home: um hackfest – evento mão-na-massa, para pessoas construirem juntas projetos baseados em dados e tecnologias abertas – com foco em ciência e sustentabilidade.

O Brasil@Home é uma iniciativa de ciberciência cidadã. Por meio dela, cidadãos e cidadãs, usando as tecnologias da informação, criam e colaboram com projetos científicos de grande importância. Um exemplo de projeto de ciberciência cidadã é o Forest Watchers, que permite a participação das pessoas na construção de mapas precisos de desflorestamento baseados em imagens de satélite. Esse projeto, além de outras possibilidades da ciberciência cidadã, serão apresentados por cientistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) durante o hackfest.

O Brasil@Home é uma iniciativa do cientista Francois Grey, professor da Tsinghua University, em Benjing (Francois é bolsista da Shuttleworth Foundation com foco em ciberciência cidadã, e já implementou projetos como o LHC@Home, Asia@Home e Africa@Home), e Daniel Lombraña Gonzales, engenheiro do Citizen Ciberscience Centre e do projeto LHC@Home. Ambos estarão presentes nos eventos no Brasil, com o objetivo de colaborar com pessoas, estudantes e cientistas que queiram colaborar ou implementar novos projetos de ciência e sustentabilidade.

O hackfest na Casa da Cultura Digital está sendo realizado pela Esfera. Nos dias 31 de julho e 1o de agosto acontece um mais um hackfest do Brasil@Home na UNIFESP, em São José dos Campos. O evento é gratuito, e as inscrições devem ser feitas em http://brasilathomeccd.eventbrite.com/.

Veja mais informações abaixo:

Brasil@Home: Ciberciência Cidadã para a Sustentabilidade | Hackfest na Casa da Cultura Digital

Inscrições em http://brasilathomeccd.eventbrite.com/

Quando?

28/07, sábado, das 16 às 21 horas

29/07, domingo, das 10h às 19 horas

Onde?

Casa da Cultura Digital – Rua Vitorino Carmilo, 459, Santa Cecília, São Paulo

Programa

28 Julho : 16h-18h Introdução à Ciberciência Cidadã e Ideias de projetos para o Hackfest

28 Julho : 18h-21h Happy Hour para todos se encontrarem e se conhecerem

29 Julho : 10h-19h Hackeando o dia todo – junte-se à alegria, aprenda algo novo!

Quem deve vir?

Você não precisa ser um especialista em software ou um cientista: estes eventos são para pessoas que querem contribuir com outras habilidades: testar aplicativos e dar opiniões; ajudar com o design e questões de sensibilização do publico; obter o envolvimento de crianças e escolas. Existem muitas maneiras de contribuir.

Tópico Especial: Desflorestamento

Você não precisa ser um especialista em software ou um cientista: estes eventos são também para pessoas que querem contribuir com outras habilidades: testar aplicativos e dar opiniões; ajudar com o design e questões de sensibilização do publico; obter o envolvimento de crianças e escolas. Existem muitas maneiras de contribuir.

Inscrições em http://brasilathomeccd.eventbrite.com/

Tudo o que sabemos sobre:

ciênciahackfestsustentabilidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.