Governo estadual tergiversa sobre publicação de salários de servidores

Daniel Bramatti

17 de maio de 2012 | 18h02

 

Há algumas horas, o repórter Fernando Gallo, colega aqui do Públicos, perguntou ao governo de São Paulo se os salários de seus servidores seriam publicados. A consulta, na íntegra, foi feita dessa maneira, por escrito:

“Diferentemente do decreto federal publicado hoje regulamentando a Lei de Acesso à Informação, o decreto paulista não traz palavra sobre a publicidade dos salários dos servidores estaduais. Gostaria de saber do governo do Estado se pretende ou não publicar os salários de seus servidores, como recém determinou o governo federal e como já faz a prefeitura de São Paulo.”

A resposta da assessoria de imprensa foi essa:

“O Portal da Transparência já dá acesso, no ícone tabela de remuneração de agentes públicos, à remuneração dos cargos e das funções públicas estaduais, selecionados por Secretaria dentro de cada área de Governo.”

Vejam que a pergunta não se referia a “tabelas de remuneração”. O que o Públicos quer saber é se o salário de cada servidor será publicado. É isso que a Prefeitura de São Paulo já faz e o governo federal anunciou que fará, certo?

O link citado pela assessoria de Geraldo Alckmin traz listas de salários nas áreas “governamental”, “ferroviária”, “de pesquisa”, “administrativa” etc. As listas não citam nomes. Estão em PDF (que nós aqui, carinhosamente, chamamos de formato das trevas). Não há mecanismo de busca.

Vamos fazer outra pergunta à assessoria de Alckmin (em público, em homenagem à transparência): Como um cidadão, usando esse link, pode pesquisar o salário do coordenador de Relações Institucionais da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, Francisco Roberto Arantes Filho? Ou da ouvidora da Secretaria de Logística e Transportes, Solange Tadeu Frasson? (nomes escolhidos aleatoriamente)

(Daniel Bramatti)

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.