A Marinha e o naufrágio da transparência

Daniel Bramatti

27 de fevereiro de 2012 | 16h44

Em seu comentário hoje na rádio CBN, a repórter Roseann Kennedy chamou a atenção para o site da Marinha, absolutamente gelado em dia de repercussão do acidente na base brasileira na Antártida. A página inicial dá destaque a um curso de “adestramento em jet ski”, ao combate a escalpelamentos por embarcações no Pará, à segurança de procissões marítimas em Florianópolis… e não informa NADA sobre o incêndio que matou duas pessoas.

Para se chegar às notas oficiais sobre o acidente, é preciso navegar de acordo com o seguinte mapa: 1) clique em “Sala de Imprensa” (evite o link “Comunicação Social”, que é outra coisa!) ; 2) Ignore também os convidativos links  “Respostas à imprensa” e “Esclarecimentos à imprensa” e clique em “Notas à imprensa e press releases”.

Assim, não, senhores marinheiros. Sem transparência, a credibilidade afunda.

(Daniel Bramatti)

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.