Sarcasmo não é presidencial

Estadão

20 de março de 2009 | 11h39

Sarcasmo definitivamente não é uma qualidade que cai bem em presidentes. Ontem, em entrevista no programa do Jay Leno, Obama escorregou na piada.

“Eu marquei 129 pontos no boliche”, disse o presidente americano.

“Muito bom, sr presidente”, ironizou Leno.

“É como as Paraolimpíadas ou algo do gênero”.

Ouch. Piadas com deficientes físicos?

Um porta-voz até tentou consertar depois. “O presidente fez uma piada de improviso a respeito de sua pouca habilidade no boliche, mas de maneira alguma queria ridicularizar as Paraolimpíadas.”

Não colou.

publicidade

publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.