Rato de academia, vá grunhir na sua casa

Estadão

21 de novembro de 2006 | 22h15

Cada coisa. Uma rede de academias de ginástica aqui dos Estados Unidos proibiu “grunhidos”. Sabe aquele pessoal que faz uns ruídos estranhos quando está puxando ferro? Pois é. Na rede Planet Fitness, eles estão vetados. O New York Times conta a história de um sujeito fortão, chamado Albert Argibay, que foi expulso da Planet Fitness porque grunhia.

Além das regras básicas – não deixar a bicicleta suada para o próximo, não largar os halteres no meio do caminho, não ficar mais de 40 minutos na esteira, a academia tem essa lei pétrea – proibido grunhir.

O que gerou toda uma discussão semântica, vejam só. Afinal, onde termina a respiração forte e começa o grunhido? Qual a diferença entre ofegar e guinchar? Até que ponto se pode falar em um ruído atlético, e quando isso se transforma em barulho neanderthalesco?

Com o tal Argibay, não teve conversa. Ele se recusou a ir embora e a gerente da academia chamou a polícia. Agora o fortão quer processar a academia, por danos morais. Não agüenta mais trote de amigos, que ligam pra ele e ficam grunhindo no telefone.

Vale perguntar o seguinte: o que aconteceria se a Maria Sharapova fizesse ginástica nessa academia? Iam chamar a polícia também, ou loira que grunhe está liberada?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.