Pelas favelas de Mumbai

Estadão

10 de setembro de 2006 | 14h12

>

foto Patricia Campos Mello

Fui caminhar pelas favelas de Mumbai ontem (não precisei procurar muito, diga-se, porque elas estão por toda a parte). Lá encontrei essa menina linda da foto acima, tomando banho de balde.

Fora a sujeira (pisei em vários cocôs que não eram de cachorro), o que muito me impressionou e impressiona na Índia é a ausência de violência. Violência como nós conhecemos no Brasil, de assaltos a mão armada, seqüestros relâmpago. Está certo, há terrorismo por aqui, vide as bombas recentes no trem de Mumbai.

Mas assaltos a mão armada são notícia de primeira página em jornais, de tão incomuns. Converso com um publicitário indiano. “Sim , temos roubos, mas é dificílimo alguém ser morto num assalto”, diz. “Quando isso acontece, vira notícia.”

Aqui no Brasil, como dizem os jornalistas, latrocínio virou pé de página, de tão comum.

Por que será que a Índia tem essa pobreza extrema, mas nem por isso tem a violência que existe no Brasil?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.