Olha a lama….

Estadão

23 de janeiro de 2008 | 13h52

A campanha presidencial americana está entrando na fase baixaria. No último debate dos democratas, na segunda-feira, chegou a ser desconfortável ver a Hillary Clinton e o Barack Obama se atacando. Os Clinton têm distorcido muita coisa que Obama disse. Por exemplo, a história do Reagan. Obama disse a um jornal de Nevada que Reagan foi um presidente que mudou a história e que o partido republicano costumava ser o partido das idéias, mas depois se fixou sé em “cortar impostos”.

Bom, o Clinton e a Hillary não perdem uma oportunidade de acusar Obama de ter dito que “o partido republicano tem boas idéias” e que ele admirava Reagan. Oras, não foi bem isso que ele falou.

E daí pra frente. Obama ficou acusando a Hillary de trabalhar para o Wal Mart (ela fez parte do conselho da empresa).

O irônico é que, com todas essas brigas, o partido republicano, que entrou na disputa quase morto, está renascendo. Caso vença a indicação, Mc Cain, com seu grande apelo aos independentes, poderia vencer de Hillary e Obama – se os dois chegarem ao fim das primárias enlameados.

É bom esse pessoal parar de se xingar, porque senão, com Bush ou sem Bush, com recessão ou sem recessão, os republicanos correm o risco de ganhar de novo.