Hillary X Obama – segundo round

Estadão

23 Fevereiro 2007 | 23h23

O ex-presidente Bill Clinton ganhou quase US$ 40 milhões nos últimos seis anos fazendo palestras pelo mundo. Pas mal, hein?

Clinton chega a faturar US$ 150 mil por palestra. No Brasil, ele ganhou US$ 800 mil com suas apresentações.
Parte desse pé-de-meia, certamente, pode rechear os cofres da Hillary. (Se bem que, do jeito que estão despejando dinheiro na campanha dela, nem vão precisar…)

Entrementes, a briga entre Hillary e Obama esquentou.

Depois de Hillary ter sido acusada de espalhar que Obama estudou numa madrassa, a ex-primeira-dama foi achincalhada pelo magnata de Hollywood David Geffen, ex-primeiro-amigo do clã Clinton.

Em entrevista à suprema Maureen Dowd durante o jantar de arrecadação de recursos que promoveu para Obama em Los Angeles, Geffen desceu a lenha na Hillary e em Clinton.

“Eu não acho que, nos últimos seis anos, Bill Clinton se transformou em uma pessoa diferente”, disse Geffen, afirmando que, se os Republicanos estão desenterrando mais podres dos Clinton, vão esperar pela indicação de Hillary para jogar o material no ventilador. “Acho que eles (os republicanos) acreditam que a Hillary é a candidata mais fácil de ser derrotada”

Sobre a relutância de Hillary em expressar “arrependimento” pelo voto a favor da invasão do Iraque, ao contrário de democratas mais contritos, como John Edwards:

“Não é tão difícil dizer – eu cometi um erro sobre a guerra- mas é típico de Hillary não conseguir dizer isso.”

“Todos os políticos mentem, mas os Clintons mentem com tamanha facilidade, que é preocupante”

Partidários dos Clintons estão enfurecidos e exigem que Obama “devolva” os mais de US$ 1 milhão arrecadados na festa promovida por Geffen.

Como dizem por aqui: yeah, right (até parece).