Edwige Danticat – on ti moman

Estadão

31 de janeiro de 2010 | 16h17

Se existe um texto que consegue passar todo o horror do terremoto do Haiti, esse texto é “A little while”, publicado pela escritora haitiana Edwige Danticat na New Yorker desta semana. Danticat é a brilhante autora de Brother I’m Dying e cronista mór de todas as coisas haitianas. Ela recebeu a bolsa MacCarthur para gênios no ano passado.

Em um artigo singelo e despretensioso na New Yorker, Danticat conta por meio de seu primo, Maxo, e outros de seus parentes que estavam em Porto Príncipe a extensão da tragédia. Maxo é de carne e osso. Maxo morreu, ela nos informa na primeira linha. Mas sua prima “Naomi Campbell” sobreviveu.

Nada de Sanjay Gupta e Anderson Cooper carregando nenezinhos cheios de fuligem, ou repórteres auto-referentes posando de heróis e observadores da pobreza que passa na janela.

Leia aqui a tragédia haitiana que se abateu sobre uma família haitiana, narrada por uma haitiana

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.