Bom de platéia

Estadão

02 Abril 2007 | 19h09

Roberto Rodrigues, ex-ministro da Agricultura, é um profissional das platéias. Agora na função de coordenador da Comissão Interamericana do Etanol, Rodrigues fez um discurso aqui em Washington hoje, no Banco Interamericano de Desenvolvimento. Conquistou a sisuda platéia do evento. “Quero começar pedindo desculpas pelo meu inglês, que é igual ao do Tarzan”, disse, diante de risadas. “E minha visão também não está lá essas coisas”, afirmou, colocando o dedo nos óculos – uma das lentes tinha caído.

Falando apaixonadamente sobre etanol, Rodrigues disse que o governador da Flórida, Jeb Bush, costumava chamá-lo de sonhador, por causa das altas ambições sobre o etanol. “You may say I am dreamer, but I’m not the only one”, lascou o ex-ministro/cantor, ecoando John Lennon.

Por fim, ele sugeriu que os EUA, que não vão mesmo cortar a tarifa de importação sobre etanol brasileiro tão cedo, usem os recursos arrecadados para pesquisas no projeto de cooperação de biocombustíveis entre os dois países. “Podemosuisar o dinheiro das tarifas, que é dinheiro dos brasileiros, para pesquisas, não? Foi um sucesso – no final do evento, tinha fila de gente querendo falar com ele.