Dilma discute hoje participação do PMDB nos ministérios

Estadão

30 de novembro de 2010 | 15h00

Andrea Jubé Vianna, da Agência Estado

BRASÍLIA – A presidente eleita Dilma Rousseff dedica a manhã desta terça-feira, 30,  de reuniões internas na Granja do Torto – residência oficial cedida ao governo de transição -, ao PMDB. Depois de receber o presidente nacional do partido e vice-presidente eleito, Michel Temer, ela receberá, na sequência, o presidente do Senado, José Sarney.

Temer encaminhou a Dilma as reivindicações do partido, que deseja manter o formato adotado no governo Lula: dois ministérios representando a bancada peemedebista na Câmara e dois representando o PMDB do Senado.

Caberá a José Sarney apresentar a Dilma os ministeriáveis indicados pela bancada do Senado. Um deles é o senador reeleito Edison Lobão (MA), que Sarney deseja ver reconduzido ao Ministério de Minas e Energia.

As indicações da bancada da Câmara foram antecipadas pelo líder do PMDB, deputado Henrique Eduardo Alves (RN). A bancada indica a continuidade de Wagner Rossi no Ministério da Agricultura e sugere o deputado piauiense Marcelo Castro para a pasta da Integração Nacional.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.