As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Voto não dá impunidade a ninguém

Ministro da Justiça destoou das autoridades que condenaram ataque de foguetões ao STF, exigindo das instituições democráticas respeito pelo "povo", do qual emana todo o poder na democracia

José Nêumanne

15 de junho de 2020 | 22h23

Além do risco de incêndio no prédio público onde funciona o STF, fogos de artifício dos “30 pelo Brasil” reproduziram sistema de sinalização de tráfico e milícias. Foto: Reprodução

Um bando de 30 desordeiros e desocupados que se dizem “300 pelo Brasil” bombardeou a sede do STF com fogos de artifício, usados como sinalizadores de ordens de traficantes de drogas e milicianos nos bairros da periferia miserável do Rio. O ministro da Justiça, André Mendonça, fugiu à condenação comum para tentar dar ao voto na eleição imunidade total a Bolsonaro, de quem é capacho.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: