Voto impresso, o sonho dos milicianos

A maioria dos membros da comissão especial para a adoção do voto impresso na Câmara dos Deputados, e não só os membros governistas, quer adotar a bandeira de Bolsonaro na campanha eleitoral

José Nêumanne

10 de junho de 2021 | 22h13

O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, considera impressão do voto “retrocesso”, mas o presidente da Câmara, Arthur Lira, poderá dar ao presidente da República, pretexto para avacalhar a democracia. Foto: Pablo Valadares/Agência Câmara

Bandeira do presidente Jair Bolsonaro, o voto impresso nas eleições deve ser aprovado na comissão que analisa o tema na Câmara, com aval não apenas de governistas. Levantamento do Estadão/Broadcast com os atuais 32 deputados do colegiado mostra que 21 são favoráveis e apenas quatro se opõem. Outros sete afirmaram ainda estar indecisos. Similar à prática da eleição de bico de pena da República Velha, o voto impresso é o sonho dos milicianos e também dos chefões das organizações criminosas partidárias. Adversários do governo veem na impressão do voto uma possibilidade de auditoria para frear o discurso de fraude eleitoral adotado por Bolsonaro. O PT e a Rede são os únicos partidos que se colocaram contrários à medida na comissão. A respeito recomendo a entrevista com Bruno Paes Manso no Blog do Estadão.

Assuntos do comentário de quarta-feira 9 de junho de 2021

1 – Haisem – Líder diz que decisão judicial pode não ser cumprida – Este é o título de uma chamada no alto da primeira página da edição impressa do Estadão deste 9 de junho de 2021. O que mais o espanta na declaração do deputado Ricardo Barros, líder do governo na Câmara

2 – Carolina – Tribunal de Contas da União investiga relatório não oficial citado por Bolsonaro – Este é o título de outra chamada no alto da primeira página do jornal desta quarta-feira. Por que, a seu ver, a esta altura da tragédia a que chegou a pandemia o presidente da República continua criando polêmicas ao contestar total de mortos pela pandemia da covid 19

3 – Haisem – Na CPI, Queiroga rejeita tratamento precoce da Covid – Este é o título de mais uma chamada no alto da primeira página do Estadão de hoje. Que razões você vê para ainda se discutirem medicamentos ineficazes contra o contágio de uma doença que pode ser evitada com vacina

4 – Carolina – CPI da covid já pode aprovar relatório final – Este é o título de seu artigo publicado na página 2, de Opinião, do jornal que está circulando. O que o leva a reivindicar o fim dos trabalhos da comissão parlamentar de inquérito instalada no Senado para investigar crimes e omissões do governo federal no combate ao contágio do novo coronavírus

5 – Haisem – Festa no campo e protesto nas redes – Este é o título de uma foto-legenda publicada na primeira página do Estadão de hoje sobre a vitória da seleção brasileira de futebol contra o Paraguai em Assunção e a posição contrária à Copa América dos jogadores que disputarão a competição. O que dizer a respeito disso

6 – Carolina – Nubank recebe aporte e acirra disputa com bancos tradicionais – Esta é a manchete de primeira página do jornal desta quarta-feira. O que você diz sobre esse movimento do investidor americano Warren Buffet que altera o jogo dos investimentos no mercado bancário

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.